Jadel encara final do salto triplo no Ninho

20 ago

 

Brasileiro é atual recordista sul-americano do salto triplo
Brasileiro é atual recordista sul-americano do salto triplo
AP

Direto de Pequim

 

Um dos principais favoritos à medalha na delegação brasileira, o saltador Jadel Gregório tentará garantir um lugar no pódio para o atletismo do País na final do salto triplo, que será realizada nesta quinta-feira, às 7h25 (horário de Brasília), no Estádio Ninho de Pássaro.

Gregório é o nome a ser batido na prova. Das dez melhores marcas cravadas na história, apenas ele aparece na relação entre os atletas da atualidade.

Tudo graças aos 17,90 metros que saltou em 2007, na etapa de Belém do Grande Prêmio Brasil de atletismo, que lhe transformou no novo recordista sul-americano e brasileiro da modalidade, quebrando o recorde que pertencia a João do Pulo e era mantido desde o Pan-Americano de 1975, na Cidade do México.

 

Mesmo assim, o histórico não vem ajudando Jadel Gregório. Treinando na Inglaterra e convertido ao islamismo, os resultados vêm sendo tímidos desde o título no Pan-Americano do Rio de Janeiro, no ano passado. Nas duas competições que participou, saltou 16,97 m na Suíça, 16,84 m em Mônaco e, o melhor deles, 17,28 m em São Paulo. Na fase classificatória dos Jogos, ficou em sexto, com 17,15 m.

Tranqüilidade, por enquanto, vem sendo a arma do brasileiro contra os rivais. Quatro deles com marcas entre as dez primeiras, principalmente o britânico Philips Idowu, com 17,58 m alcançados em Birmingham, e o cubano Arnie Girat, com 17,50 m atingidos em Cuba.

A medalha olímpica serviria para Jadel Gregório afastar algumas dúvidas que ainda cercam seu nome no cenário mundial. Com excelentes resultados no cenário local e continental, ainda falta corresponder as expectativas fora do seu circuito. Até aqui, medalhas de prata nos Mundiais de Atletismo de Osaka, em 2007, além de Budapeste em 2004 e Moscou 2006, ambos indoor.

Para de fato fazer jus às marcas obtidas, o brasileiro precisa de uma medalha olímpica. E a final será o teste de que o próprio atleta precisa para ostentar por quatro anos o posto de melhor na modalidade onde o Brasil costuma figurar como protagonista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: