Arquivo | Fantástico RSS feed for this section

Despedida Dos Jogos Olimpícos de 2008

24 ago

No último dia das Olimpíadas, Bernardinho chorou.

Diante das câmeras, chorou como jamais tinha feito em público. 

 

Agência/EFE

Após a derrota em Pequim, a seleção de vôlei tenta buscar forças para um novo ciclo olímpico

A reação do técnico diz tudo sobre a final do vôlei masculino. A derrota para os Estados Unidos encerra, com a prata amarga, um ciclo vitorioso de oito anos. O desfecho em Pequim não apaga os tempos de glória, mas passa longe do que o torcedor esperava.

 

O clima, a partir de agora, é de recomeço.

Com o segundo lugar no vôlei, o Brasil se despede dos Jogos com três ouros, quatro pratas e oito bronzes. No total, as 15 medalhas superam o desempenho da delegação em Atenas-2004 e igualam a melhor marca do país, de Atlanta-1996. 

 

Agência/EFE

Zhang Xiaoping ganhou o ouro para a China no boxe. Cuba ficou de mãos abanando nos ringues

Na disputa entre China e Estados Unidos, os donos da festa levaram a melhor. Foram 51 ouros chineses contra apenas 36 dos americanos, que no entanto vencem a contagem geral de medalhas por 110 a 100. Quem completa o “pódio” é a Rússia, com 23 ouros e 72 no total. Depois dos chineses, quem mais cresceu em relação a Atenas foi a Grã-Bretanha, que pulou de nove para 19 ouros. O Japão, por sua vez, despencou de 16 para nove. Em 23º lugar, o Brasil ficou à frente de dois rivais históricos: Cuba, em 28º, e Argentina, em 35º.

Os cubanos, por sinal, encerraram as Olimpíadas com mais uma decepção. Tradicional no boxe, a ilha não conquistou nenhum ouro nos ringues – foram quatro em Atenas. A China, quem diria, ganhou dois e, com isso, cravou a marca de 100 medalhas.

 

Enfim, a redenção dos astros da NBA

 

Um dos ouros mais festejados de Pequim saiu da quadra de basquete. Com uma partida digna de uma final olímpica, os Estados Unidos bateram a Espanha e voltaram a ocupar o topo do mundo. Kobe Bryant, uma das grandes figuras dos Jogos, colocou o time nas costas no quarto período e assegurou a tão sonhada vitória da redenção. 

 

Agência/Reuters

O ouro mais desejado: Kobe Bryant levou os Estados Unidos de volta ao topo do basquete mundial

A Rússia fez bonito na ginástica rítmica e foi ao alto do pódio na final por equipes.

Na última grande prova do atletismo, um recorde olímpico de 24 anos foi quebrado por um garoto de 21. Samuel Wansiru resistiu ao calor e venceu a maratona. Recebeu sua medalha mais tarde, no Ninho do Pássaro, durante a cerimônia de encerramento.

 

Agência/Xinhua

Uma festa de luz marcou a cerimônia de encerramento dos Jogos em Pequim neste domingo

Na prática, as Olimpíadas tinham acabado três horas antes. Às 17h09m no horário local (6h09m no Brasil), a França bateu a Islândia e ficou com o título do handebol masculino.

Era o fim de um evento que, durante 19 dias, exibiu ao mundo fenômenos do esporte. Michael Phelps, Usain Bolt e Yelena Isinbayeva passaram muito longe dos concorrentes. Comandaram uma chuva de recordes e tornaram a festa inesquecível.

 

Agora, só em Londres-2012.

Anúncios

I-DOSER – Ondas Cerebrais

23 ago

 

Tá afim de ficar doidão sem comprometer sua saúde??? É o que o I-Doser promete. I-Doser sincroniza suas ondas cerebrais para atingir um humor ou experiência específicos, definidos pela dose que você estiver tomando (na verdade, escutando). Ele é capaz disso através do uso de batidas estereofônicas que mudam os padrões das ondas cerebrais, fazendo você se sentir de um certo modo. É capaz de emular qualquer tipo de estado imaginável.

Tamanho:16mb

Brasil Ouro: Volley Feminino Entra Na História

23 ago

Brasil espanta ‘trauma’ e é ouro no vôlei feminino Plantão | Publicada em 23/08/2008 às 10h53m BBC O Brasil conquistou neste sábado o título mais importante da história do vôlei feminino brasileiro ao derrotar os Estados Unidos na final dos Jogos Olímpicos de Pequim. Com a melhor campanha no torneio, o Brasil venceu a equipe americana por 3 sets a 1 (parciais de 25/15, 18/25, 25/13 e 25/21) e chegou à medalha de ouro. O resultado premia uma geração de jogadoras que viveu momentos difíceis nos últimos anos após uma série de derrotas em fases decisivas de torneios importantes. O ‘trauma’ começou nas semifinais da Olimpíada de Atenas, em 2004, quando a seleção brasileira perdeu diversas oportunidades de fechar a partida contra a Rússia, mas acabou cedendo a virada e terminando a competição sem medalha, em quarto lugar. Dois anos depois, em Osaka (Japão), o vôlei feminino brasileiro chegou pela segunda vez em sua história à decisão do Campeonato Mundial, mas voltou a sofrer uma derrota de virada para a equipe russa. No ano passado, na final dos Jogos Pan-Americanos, no Rio, nova decepção: outro jogo decisivo perdido de virada, desta vez contra a seleção de Cuba. Campanha Em Pequim, a equipe dirigida pelo técnico José Roberto Guimarães entrou decidida a reverter a sina e buscar a inédita medalha de ouro olímpica com atuações convincentes. Na primeira fase, a seleção terminou em primeiro lugar, sem perder um único set, em um grupo que tinha ainda Rússia, Itália, Sérvia, Argélia e Cazaquistão. Nas quartas-de-final, o Brasil passou com tranqüilidade pelo Japão. Veio, então, a semifinal contra as chinesas em Pequim e a chance de alcançar pela primeira vez uma final olímpica. Apesar de algum nervosismo e da pressão da torcida adversária, a equipe brasileira foi bem e conquistou a sétima vitória por 3 sets a 0 no torneio. Na decisão deste sábado, no Ginásio Capital, a partida começou bem disputada, mas o Brasil logo abriu vantagem e fechou o primeiro set sem grandes dificuldades. No segundo set, a equipe brasileira passou a errar mais, permitiu que a seleção americana tivesse mais liberdade para atacar e acabou perdendo pela primeira vez um set na Olimpíada. A partir de então, o Brasil conseguiu se impor, principalmente com a experiência da levantadora Fofão e a eficiência de Paula Pequeno e Mari no ataque. Até chegar a Pequim, os melhores resultados do vôlei feminino do Brasil em Olímpiadas eram as medalhas de bronze em Atlanta-1996 e Sydney-2000. Agora, a geração que superou um ‘trauma’ pode comemorar o ouro.

Dream Aquarium Screensaver – Download

22 ago

Central Expert

Dream Aquarium Screensaver marca a nova geração de aquários virtuais trazendo muita beleza e frescor para a sua tela com plantas aquáticas dançando, efeitos de luz mesmerizantes e os movimentos de peixes mais realista já criados. Assista os peixes reunirem-se em cardumes, caçarem-se entre si ou circulando por objetos no tanque.

O mais engraçado é que você pode jogar comida e ver os peixes ficarem malucos! Os peixes possuem olhos, brânquias, bocas e aletas articuladas. Se você já sonhou com um aquário perfeito, com certeza será fisgado por este screensaver!

Servidor: EasyShare/RapidShare/BitRoad
Estilo: Screensavers
Fabricante: Spiralmonkey
Tamanho: 7,87 MB
Formato: Rar
Idioma: Inglês


EasyShare RapidShare BitRoad

 

Hackers invadiram portal do comitê Olímpico Brasileiro (COB)

19 ago

Essa notícia me pegou desprevenido, por essa eu não esperava. Hoje fui entrar no site e vi que estava fora do ar, buscando informações encontrei uma foto e notícia publicada pelo Portal Terra.

 

“”No 11º dia de disputa dos Jogos Olímpicos de Pequim, o site do Comitê Olímpico Brasileiro foi vítima de hackers, que alteraram o conteúdo da página inicial do portal, na madrugada desta terça-feira.

Além da página inicial, os títulos das páginas internas também receberam a mesma mensagem, que critica o desempenho do Brasil durante a competição.

O site saiu do ar por volta das 4h30 (de Brasília) desta terça-feira e está em manutenção.“”

Isso só mostra bem como o brasileiro é. Porque em vez de ficar invadindo site não cobra mais dos políticos e seu presidente para que invista mais no esporte? não só no esporte também. Acho que está na hora do brasileiro ter mais responsabilidade e agir como adultos, pois com essas atitudes o país nunca vai andar.

O Que Você Tem no Cérebro ?

15 ago

O que você tem no cérebro ?

Bug do cérebro…

1º TESTE:
Foi descoberto que o nosso cérebro tem um Bug. Aqui vai um pequeno
exercício de calculo mental !!!! Este cálculo deve fazer-se.mentalmente (e rapidamente), sem utilizar calculadora nem papel e caneta!!!
Seja honesto… faça cálculos mentais…

Tens 1000, acrescenta-lhe 40. Acrescenta mais 1000. Acrescenta mais
30
e
novamente 1000. Acrescenta 20. Acrescenta 1000 e ainda 10.
Qual e o total? (resposta abaixo)
O teu resultado é 5000 ?
A resposta certa e 4100 !!!!
Se não acreditar, verifique com a calculadora. O que acontece é que
a seqüência decimal confunde o nosso cérebro, que salta naturalmente para a mais alta decimal (centenas em vez de dezenas).

2º TESTE:

TESTE: rápido e impressionante: conte, quantas letras “F” tem no
texto abaixo sem usar o mouse:

FINISHED FILES ARE THE RESULT OF YEARS OF SCIENTIFIC STUDY COMBINED WITH THE EXPERIENCE OF YEARS

Contou?
Somente leia abaixo após ter contado os “F”.
OK?

São 6 (seis) – não é piada!
Volte para cima e leia mais uma vez!
A explicação está mais abaixo …
O cérebro não consegue processar a palavra “OF”.
Loucura, não?
Quem conta todos os 6 “F” na primeira vez é um “gênio”, 3 é normal,
4 é mais raro, 5 mais ainda, e 6 quase ninguém.
3º TESTE:
Sou Diferente? Faça o Teste

Alguma vez já se perguntaram se somos mesmo diferentes ou se
pensamos a mesma coisa? Façam este exercício de reflexão e encontrem a resposta!!!
Siga as instruções e responda as perguntas uma de cada vez,
MENTALMENTE
e
tão rápido quanto possível mas não siga adiante até ter respondido a
anterior.
E se surpreendam com a resposta!!!
Agora, responda uma de cada vez:
Quanto é:
15+6

3+56

89+2

12+53

75+26

25+52

63+32

Sim, os cálculos mentais são difíceis mas agora vem o verdadeiro
teste.
Seja persistente e siga adiante.
123+5

RÁPIDO! PENSE EM UMA FERRAMENTA E UMA COR
E siga adiante…

Mais um pouco…

Um pouco mais…
.
Pensou em um martelo vermelho, não e verdade??? Se não, você é parte
de 2 %
da população que e suficientemente diferente para pensar em outra
coisa.
98% da população responde martelo vermelho quando resolve este
exercício.